diabetes tipo 2

Amamentação é benéfica para mulheres com diabetes tipo 2

Todas as mulheres estão cientes da importância da amamentação para seus bebês. Mas, quando a mãe tem diabetes tipo 2, surgem dúvidas. O leite materno contém todos os nutrientes que o pequeno precisa para se desenvolver saudável. Pelo menos nos seus primeiros seis meses de vida. Porém, pouca gente sabe dos benefícios existentes na amamentação quando o assunto é a mãe.

Dentre todos os pontos positivos que podemos levantar, para aquelas que possuem qualquer tipo de diabetes, o ato de amamentar significa uma melhora significativa no controle glicêmico. O que é ainda maior quando se trata de mulheres que possuem o diabetes tipo 2.

O diabetes do tipo 2 é uma doença que afeta a capacidade do organismo humano de converter o açúcar que está em nosso sangue em energia. Ou porque as pessoas que possuem a doença não respondem ao hormônio responsável por esta conversão adequadamente (insulina). Ou porque não há a produção correta da insulina pelo organismo. O resultado é nível anormal da glicemia, isto é, dos níveis de “açúcar” presentes no sangue.

Há um razão para essa relação entre a amamentação e a melhora do Diabetes tipo 2. Por um lado,  o ato de amamentar promove uma perda diária entre 500 a 800 calorias. Por outro, a fabricação diária do leite faz com que o corpo desvie da corrente sanguínea 50g de açúcar. O resultado são as mudanças para melhor tanto no nível da insulina, quanto no de glicose no sangue.

Outra coisa, a mulher que se encontra no período de amamentação está com o hormônio prolactina em excesso. E esse hormônio além de estimular a produção de leite, ainda ajuda a preservar as células beta do pâncreas (responsáveis pela síntese e secreção da insulina).

Tempo de amamentação: devo me preocupar?

Muitas mulheres se preocupam com o tempo que vão amamentar seu filho. Sentem receio de que continuar amamentando pode prejudicar a inserção alimentar da criança. Porém, quando o assunto é diabetes tipo 2, cada ano extra de amamentação reduz ainda mais o risco dessa doença nas mães. Digamos que uma mulher tenha dois filhos e os amamente por um ano cada um. Certamente ela está diminuindo em um terço o seu risco de desenvolver diabetes tipo 2.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é recomendado que as mães alimentem seus filhos unicamente com leite materno. Pelo menos até os 6 meses de vida da criança. Após esse tempo é extremamente importante que o aleitamento materno continue junto com a introdução alimentar. Isso deve acontecer até os 2 anos de idade, no mínimo.

Isso porque a primeira fase da vida é o período fundamental para o desenvolvimento em toda a infância. Na verdade, tem um grande impacto sobre suas condições de saúde física e mental. Os bebês que são amamentados pelo leite materno possuem menor propensão de desenvolver diabetes no futuro. Por isso, amamente seu filhinho!

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como endocrinologista em Manaus!

Comentários
Dra. Aidalina

Posted by Dra. Aidalina