doença de graves

Doença de Graves: sintomas, causas e tratamentos

A doença de Graves é caracterizada pela produção excessiva de hormônios na tireoide, causando o hipertireoidismo. Trata-se de uma condição autoimune, ou seja, o próprio sistema de defesa do organismo ataca a tireoide, neste caso, provocando alterações.

Neste artigo, trazemos mais informações sobre ela. Então continue a leitura para saber mais!

Causas da doença

A doença de Graves atinge principalmente pessoas do sexo feminino. Quem tem histórico na família e idade acima de 40 anos está também sujeito à doença. Por ser uma condição autoimune, sua causa não é clara. No entanto, acredita-se que uma combinação de fatores genéticos e ambientais possam estar ligada ao seu desenvolvimento. Além dos já citados, são fatores de risco os itens a seguir.

Cigarro

O cigarro é um fator de risco porque atinge o sistema imunológico. Isso deixa o organismo sensibilizado e predisposto ao aparecimento de doenças.

Doenças autoimunes

Pessoas que já possuem outra doença autoimune estão mais suscetíveis a desenvolver esse distúrbio também na tireoide.

Estresse

Situações estressantes, tanto físicas, quanto emocionais, podem desencadear o aparecimento de doenças em pessoas que já possuem predisposição.

Gravidez

A doença pode aparecer em gestantes e puérperas que são geneticamente suscetíveis. De modo que, até um ano após o nascimento do bebê, ainda pode ocorrer. Quando aparece durante a gravidez, geralmente, a doença é transitória e os sintomas desaparecem após 12 meses, aproximadamente.

Sintomas

Há alguns sinais que podem indicar que a pessoa tem a doença de Graves, como os seguintes:

  • Alterações nos olhos
  • Bócio
  • Diarreia
  • Excesso de calor e suor
  • Excesso de urina
  • Fadiga muscular
  • Hiperatividade
  • Lesões na pele
  • Menstruação irregular
  • Nervosismo e irritabilidade
  • Palpitações cardíacas
  • Perda da líbido
  • Perda de peso
  • Tremor, com pele úmida e quente

A doença de Graves está também relacionada à oftalmopatia de Graves. Nesse caso, a doença, que surge com o hipertireoidismo,  afeta o globo ocular. Dentre os sintomas, estão:

  • olhos “esbugalhados”
  • dor nos olhos
  • pálpebra retraída
  • olhos “avermelhados”
  • visão distorcida e perda de visão

Existe também a dermopatia de Graves, um caso raro da doença. Neste caso, a pele da parte inferior do corpo fica com o aspecto grosso e avermelhado.

Tratamento da doença de Graves

O médico endocrinologista é o especialista capacitado para tratar os distúrbios da tireoide. No caso da doença de Graves, o tratamento consiste no controle da produção de hormônios. O objetivo é cessar o efeito e os sintomas no organismo, sendo feito de acordo com o estado clínico da pessoa. Existem três formas de tratamento:

1. Medicamentos

São usados em primeiro lugar. Eles diminuem a produção dos hormônios tireoidianos e também os anticorpos que causam a disfunção na tireoide.

2. Iodo radioativo

A terapia de ingestão de iodo radioativo faz com que a glândula tireoide seja inativada, total ou parcialmente. Como resultado, ela termina produzindo menos hormônio. 

3. Cirurgia da tireoide 

Na verdade, a cirurgia é feita em último caso, quando todos os outros métodos de tratamento falharam. Nessa opção, parte da tireoide é retirada, visando diminuir a quantidade de hormônio produzida. Em casos mais extremos, é indicada a remoção total da glândula.

Regularmente, essa doença precisa ser tratada o mais rápido possível. Principalmente, porque a produção de hormônios da tireoide muito elevada pode gerar sérias complicações para a saúde, inclusive a morte. 

O hipertireoidismo devido à doença de Graves acelera situações de osteoporose, distúrbios cardíacos e complicações na gravidez frequentemente. Além do mais, acredita-se que 80% dos casos de hipertireoidismo são provocados pela doença de Graves.

Portanto, se você apresenta alguns dos sintomas descritos, procure ajuda médica!

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como endocrinologista em Manaus!

Comentários
Dra. Aidalina Nascimento

Posted by Dra. Aidalina Nascimento