índice de massa corporal

O que é o índice de massa corporal?

Considerado um padrão internacional utilizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o índice de massa corporal ou IMC é uma medida recomendada para avaliação do estado nutricional. Ele serve para avaliar o peso do indivíduo em relação à altura. E indica se ele está no peso ideal, abaixo ou acima dele.

Desenvolvido por Lambert Quételet no fim do século XIX, o método de cálculo do IMC é simples e rápido. Também permite uma avaliação geral para definir se uma pessoa se encontra em risco de obesidade, por exemplo.

Cálculo e classificações do IMC ou índice de massa corporal  

O cálculo deve ser feito dividindo o peso atual em quilogramas pela altura ao quadrado em metros quadrados (kg/m²).

A partir dessa conta, ele apresenta cinco classificações:

– IMC abaixo de 18,5: indica que a pessoa está abaixo do peso;

– IMC entre 18,5 a 24,9: indica peso saudável ou ideal;

– IMC entre 25 a 29,9: indica sobrepeso;

– IMC entre 30 a 39,9: indica que a pessoa está obesa;

– IMC acima de 40: indica que a pessoa está muito obesa ou com obesidade mórbida. 

Vamos ver na prática: Uma mulher adulta que pesa 65 kg e tem 1,65 metros deve fazer a seguinte conta: 65 dividido por 1,65 vezes 1,65. Com isso, ela terá IMC de 23,9, dentro da faixa de peso saudável ou ideal.

Para adultos, um IMC entre 20 e 22 indica a quantidade ideal e saudável de gordura corporal. Isso também está associado com maior tempo de vida e menor incidência de doenças graves.

Manter um peso diferente do ideal para a altura pode trazer alguns riscos para a saúde. Ter um peso abaixo do recomendado, por exemplo, pode ser causado por desnutrição. Logo, a pessoa pode apresentar sintomas de estresse e fadiga. Esse quadro pode variar de casos mais leves até insuficiência cardíaca nos casos mais graves. 

Ademais o sobrepeso também é um fator de risco. Manter-se um pouco acima do peso, pode dificultar a circulação sanguínea, enquanto a obesidade pode trazer maiores riscos de diabetes, AVC e infarto.

Massa corporal 

Apesar de ser referida como peso, a massa corporal de uma pessoa é formada por duas partes. Existe a massa magra, que é a porção do corpo isenta de gordura, constituída de ossos, músculos e órgãos. E a massa gorda, porção constituída de gordura. 

O IMC leva em consideração apenas o peso, sem medir a gordura corporal, porque não contempla a massa magra, a massa gorda, os líquidos e a estrutura óssea da pessoa. Mas o peso, por si só, não constitui um dado relevante para se conhecer o estado de saúde de uma pessoa.  

Outra limitação do IMC é que nem sempre um valor alto significa obesidade. Por exemplo, uma pessoa com muita massa muscular e pouca massa gorda pode ter um elevado índice de massa corporal. No entanto, não é obesa. Assim, esse índice de massa corporal não é o parâmetro ideal para avaliar o peso ideal ou desejado de atletas e pessoas muito musculosas. Tem suas limitações.

Portanto, não se prenda a ele. O mais importante é cuidar da composição corporal e estado nutritivo real da pessoa. Aí são outros parâmetros. Seu médico de confiança vai lhe orientar.   

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como endocrinologista em Manaus!

Comentários
Dra. Aidalina

Posted by Dra. Aidalina