Pré-diabetes: o que é e como tratar

Diabetes é uma doença que não para de crescer nas populações do mundo todo. Muita gente tem medo de adquirir essa doença, mas não sabe como evitar.  Similarmente à maioria das doenças, tudo começar bem devagar. Passando por vários estágios. Primeiro, é um estado de pré-diabetes. O que isso significa?

Para acabar de vez com essa dúvida, preparamos um material de fácil compreensão para você entender o que significa receber um diagnóstico como esse. E como é possível resolver o problema. Veja a seguir.

Pré-diabetes: o que é afinal

Como o próprio nome indica, pré-diabetes é a fase inicial da doença. Quer dizer, uma fase em que a  glicose de jejum no sangue nem está normal, nem muito elevada. Varia entre 100 e 125 mg/dL. Também não tem sintomas na maioria dos casos.

Entretanto, essa leve alteração de glicose deve ser considerada um “sinal de alerta” de extrema importância. Porque pode evoluir para um diabetes, se não tratar. 

Afinal, como e por quê isso acontece? 

A resposta é simples. Em primeiro lugar, por causa do consumo exagerado e constante de carboidrato industrializado e refinado na alimentação. Isso sobrecarrega o pâncreas, que precisa produzir cada vez mais e mais insulina.

Cada vez que você põe na boca biscoitos, pães, refrigerantes, sucos, pizzas, massas, doces, sorvetes etc, a glicose aumenta e seu pâncreas sofre agressão.  Ele trabalha dobrado para tentar normalizar a glicose. Até que um dia ele não consegue mais ser eficiente. Então, a glicose sobe um pouquinho. Pronto, chegou o pré-diabetes.               

Outros fatores de risco são histórico familiar de diabéticos, sedentarismo, idades acima de 60 anos e pessoas acima do peso ou obesas. Estresse crônico também contribui para exaurir o pâncreas. 

Como tratar o pré-diabetes

A boa notícia é que pré-diabetes é reversível. Basta você tomar alguns cuidados. A primeira coisa a entender é que tem muito carboidrato industrializado na alimentação. Definir quais são e começar o processo de redução e substituição desses produtos por alimentos de verdade, naturais.   

Na maioria dos casos, precisa modificação total no estilo de vida. Incluir uma rotina de atividades físicas, uma dieta equilibrada e rica em legumes, verduras, frutas, proteínas magras, sementes, castanhas, gorduras boas como óleo de coco e azeite de oliva. 

Diminuição e depois eliminação do açúcar. Redução de bebidas alcoólicas. Redução de peso. 

É muito importante fazer modificações definitivas no estilo de vida, pois a volta a uma rotina desequilibrada pode trazer novamente o diagnóstico e, com o passar dos anos, desenvolver um diabetes real.

O pré-diabetes, portanto, deve ser encarado como um sinal do corpo de que é chegada a hora de dar mais atenção à própria saúde. 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder os seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como endocrinologista em Manaus!

Comentários
Dra. Aidalina

Posted by Dra. Aidalina