As doenças adrenais surgem quando as funções da glândula adrenal de alguma forma é comprometida. Essa condição leva a efeitos negativos bastantes significativos no organismo, resultando em prejuízos importantes para a saúde.  

As glândulas adrenais, também conhecidas como suprarrenais, estão localizadas acima dos rins. E são responsáveis pela produção de hormônios e neurotransmissores.

Então vamos conhecer mais sobre quais distúrbios podem afetar essa glândula, os sintomas e tratamentos. Confira neste post agora.

O que é glândula adrenal? 

Na verdade, são duas pequenas glândulas que compõem o sistema endócrino. Estão localizadas acima de cada rim, por isso são chamadas também de suprarrenais. São bem pequenas pesando no máximo 10 gramas, mas produzem hormônios fundamentais para nossa vida. Tais substâncias são a aldosterona, cortisol, DHEA, androstenediona, adrenalina e noradrenalina.

Quais as doenças que afetam a glândula adrenal? 

Doença de Addison 

Também chamada de insuficiência adrenal crônica ou hipocortisolismo, a Doença de Addison consiste na função adrenal reduzida, ou seja, baixa produção e sintetização hormonal. Geralmente, os sintomas são pouco aparentes, mas com o tempo, passam a ser mais frequentes. 

Os sintomas da doença de Addison são: 

Síndrome de Cushing

Por sua vez, a síndrome de Cushing é uma doença causada pela hiperatividade da glândula adrenal, causando pelo nível elevado de cortisol no sangue. Pode surgir devido a um tumor. 

Os principais sintomas são: 

Quais os tratamentos para as doenças adrenais? 

O tratamento para as doenças adrenais são por meio de medicamentos ou cirurgia, tudo vai depender do quadro do paciente, tipo e estágio da doença. A condição de saúde também é um fator determinante.

Para a Doença de Addison, o tratamento mais usual é o da reposição hormonal e considerado mais simples. Já para a Síndrome de Cushing, há possibilidades de realizar uma cirurgia para retirar o tumor e medicamentos para impedir a produção de hormônios e esteroides. 

Todo tratamento exige uma mudança de hábitos do paciente para ter maior eficácia. Devido a esse motivo, mudanças no estilo de vida e na dieta são importantes para evitar os distúrbios adrenais, além disso, proporcionam benefícios para a saúde do seu conceito mais amplo, ou seja, para o corpo físico e para a mente. 

A orientação e avaliação do quadro por um médico endocrinologista também é essencial para fornecer um diagnóstico preciso e um tratamento completo, incluindo a orientação quando a alimentação saudável e tratamentos naturais. 

Portanto, é indispensável para lidar com as doenças adrenais da melhor forma, adotando hábitos saudáveis de acordo com o seu perfil, sem causar desconfortos e contribuindo para a qualidade de vida.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como endocrinologista em Manaus!