O diabetes é uma doença silenciosa, pois, dificilmente manifesta sintomas nos estágios iniciais. Segundo a Federação Internacional de Diabetes, estima-se que mais de 12 milhões de brasileiros tenham o diagnóstico da patologia.

Embora seja um quadro grave e que precisa de atenção regular, o seu controle exige apenas disciplina e a mudança de alguns hábitos das pessoas portadoras. Veja aqui, as melhores dicas sobre as práticas que um diabético pode desenvolver para ter uma vida melhor.

1) Cuidados com a alimentação

Um dos pilares do tratamento do diabetes é o abandono dos maus hábitos alimentares e a criação de um novo cardápio nutritivo e equilibrado. Isso porque os diabéticos precisam evitar os açúcares simples, que estão presentes nos doces, pães e massas.

Ainda, é importante optar por alimentos que contenham os nutrientes necessários a saúde, dando preferência aos assados e cozidos, legumes, frutas, grãos integrais, tubérculos e raízes, além de limitar o consumo de carne vermelha, sal refinado e frituras. E bastante água.

Além disso, é necessário fazer, pelo menos, três refeições por dia, no mesmo horário. Assim, ao alimentar-se de forma regular é possível controlar as taxas de açúcar no sangue.

2) Mantenha-se ativo fisicamente

A prática de exercícios físicos também é um dos pilares que sustentam o tratamento de um diabético. Ao manter-se ativo, os níveis de açúcar no sangue são controlados, assim como o peso corporal.

Ainda, recomenda-se a realização de atividades físicas de três a cinco vezes por semana. No entanto, em casos de hipoglicemia ou hiperglicemia acima de 180 mg/dl, os exercícios devem ser suspensos até que as taxas sejam normalizadas.

Por isso, é indicado fazer o controle glicêmico antes do início de uma atividade física. Caso esteja baixa, faça a ingestão de carboidratos, mas evite-os se estiver alta. Ademais, para evitar ser surpreendido, combine com o seu médico sobre as melhores atividades a realizar.

3) Realize o teste de Hemoglobina glicada (A1C)

Uma boa forma de avaliar o controle do diabetes é fazendo o teste de hemoglobina glicada (A1C) por, pelo menos, uma vez a cada trimestre. Com esse exame é possível medir a quantidade de glicose que aderiu às células vermelhas do sangue.

Ainda, o valor de referência para esse teste é de que a A1C se mantenha em torno de 5,5%. Geralmente, esse resultado é alcançado quando as medições de glicose no sangue estiverem normais, algo entre 70 a 99 mg/dL.

4) Evite o consumo de álcool e tabaco

Por si só, o consumo de álcool e derivados do tabaco traz inúmeros prejuízos para a saúde, além de fazer com que fiquemos mais suscetíveis a várias doenças. Para quem é diabético, o álcool pode reagir com os medicamentos e causar problemas, além de reduzir a presença de glicose no sangue e favorecer o ganho de peso.

5) Cuide dos seus olhos

Diferente de pessoas saudáveis, os diabéticos têm menor aderência nas células da córnea, deixando-a mais frágil e favorecendo a ocorrência de infecções. Ademais, a hiperglicemia deixa os olhos mais vulneráveis a outras doenças oculares, como a catarata de forma precoce.

6) Controle o estresse

O diabetes também faz com que o indivíduo esteja mais predisposto à ansiedade e à depressão. A necessidade de controlar a hipoglicemia, aplicar a insulina ou a percepção de ganho de peso tende a deixar as pessoas mais estressadas.

Assim, o estresse mantido por longo tempo resulta em desequilíbrios da defesa antioxidante do organismo, deixando o corpo com excesso de estresse oxidativo celular. Isso aumenta o risco de complicações. 

Portanto, se você tem diabetes e deseja levar uma vida mais tranquila, siga nossas recomendações, mantenha o acompanhamento médico e persista na adoção de todas as boas práticas diárias para o seu tratamento.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como endocrinologista em Manaus!